Terceira semana das PMEs aborda as dificuldades de transações de compra e venda

 

Participantes tiram dúvidas sobre como agir durante os processos

Na terceira semana de seminário das PMEs promovido pela Cámara Española, o desenvolvimento da área financeira foi a discussão central dos palestrantes.
Quando buscar financiamento, compra e venda de empresas, como desenvolver pequenas e médias empresas por meio de parcerias foram alguns dos temas abordados.
A empresa associada e parceira da Cámara, Invistia, especializada em fusões e aquisições, explicou um pouco mais sobre compra e venda e como tornar suas transações mais práticas.
“A venda de uma empresa pode ser feita por transição familiar, oferta atraente ou não acordo entre sócios. Já a compra é realizada para uma consolidação de indústrias e maior participação de mercado”, explicou Rogério Shimmori, executivo da empresa.
Já Ana Campos, da Hirashima, aconselhou sobre os pontos a serem avaliados por vendedores e compradores de empresas. “Para quem vende é necessário ter um orçamento, um plano de negócio, uma análise da atual situação da empresa no mercado e demonstrações financeiras”, explicou.
“O comprador deve se certificar de que toda documentação necessária para o processo de aquisição está correta buscando identificar as deficiências e fragilidades, as quais poderão expor o comprador aos riscos originalmente tomados pelo vendedor”, finalizou.
Complementando o tema abordado, Fernão de Souza Vale e Roger Vocos, do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), explicaram como ter o banco como parceiro.
“Em 2011 tivemos 896.446 operações sendo 76% delas realizadas por pequenas e médias empresas”, enfatizou Vocos.
O cartão BNDES foi também discutido e apresentado aos participantes. O mesmo funciona com o princípio de cartão de crédito, financiando de forma ágil os investimentos das PMEs. Possui até um milhão de limite de crédito, acesso a cerca de 45 mil fornecedores credenciados, além de uma taxa de juros atrativa sendo de 1,91% em outubro desse ano.
Carlos Mendonça, sócio da PWC e convidado especial do dia, utilizou sua experiência para tornar tranquilo o processo de transação. “Abordagem inicial aos potenciais candidatos, assinatura de Acordo de confidencialidade e envio de Memorando de informações/ Material Informativo são esclarecimentos para que os colaboradores saibam o posicionamento da empresa”, exemplificou.

 

Fonte: 
Cámara Española - Núbia Anacleto
Categorías: